25.04.2016

Malala Yousafzai

malala-draw

Essa é Malala e eu já não via a hora de falar dela por aqui. Eu já fiz um post em que mencionei um pouco sobre ela e o porquê eu a admiro tanto. Não à toa, ela é uma de minhas pessoas favoritas no mundo e ninguém melhor que ela pra estrear essa seção do meu blog; ela é a primeira Garota do Dia aqui!

malala-yousafzai

Abre parênteses: essa seção é justamente pra falar sobre as biografias de garotas/mulheres que, independentemente de suas profissões, idades, lugar de origem e época em que vivem ou viveram, buscam fazer uma diferença no mundo. Às vezes, encontramos mulheres extremamente interessantes que, mesmo que não estejam ligadas diretamente a alguma causa, elas de alguma maneira influenciam outras mulheres a serem melhores. Elas inspiram outras a alcançarem seus sonhos, a terem voz, coragem, força, auto-estima e a serem o que quiserem. Acredito que a Malala é a primeira pessoa da qual eu tenha total certeza de que ela me inspirou (e ainda inspira) a ser uma pessoa diferente. Sem mais delongas, segue um resuminho de sua interessante vida. Fecha parênteses.

Malala Yousafzai nasceu em 12 de julho de 1997 (sim, seis anos e dois dias depois de mim, o que a torna uma canceriana como eu hihi), no Paquistão, mais precisamente no Vale do Swat, região dominada por talibãs. Este é um país dominado por uma cultura que impede que as mulheres tenham acesso à educação. O pai de Malala (Ziauddin Yousafzai) sempre esteve muito ligado à educação, pois ele sempre se envolveu com política, e desde muito jovem, gerenciou uma escola própria na região, aberta a qualquer criança. É normal que os homens paquistaneses honrem seus filhos homens, mas Ziauddin teve Malala, sua primogênita mulher. Desde seu nascimento, ele a ama.

  • malala-school
  • malala-father
  • malala-shot
  • malala-bbog
  • malala-onu
  • malala-nobel
  • malala-white-house

Ziauddin sempre incentivou que Malala estudasse e fosse livre para fazer suas escolhas e determinar seu próprio futuro. Mas em um certo momento, o talibã quis interromper as aulas de todas as escolas da região voltadas às meninas. Ziauddin temia por sua escola ser fechada e a educação de Malala ser comprometida. Nessa situação tensa, um jornalista da BBC questionou Ziauddin se algum de seus alunos gostaria de expor os problemas que estavam ocorrendo e, apesar dos riscos, Malala passou a escrever um blog, através de um pseudônimo. A família da Malala temia que o pai fosse o principal alvo mas, em outubro de 2012, Malala deixou a escola e seguiu em um ônibus com todas as suas colegas, quando de repente dois caras pararam o ônibus e exigiram saber: “Quem é Malala?”

  • malala-book2
  • malala-book1
  • malala-movie
  • malala-time1
  • malala-time2

Malala tomou um tiro. Na cabeça. Com 16 anos. E, felizmente, sobreviveu. Ela foi socorrida e transferida para a Inglaterra, onde passou por cirurgias e conseguiu se recuperar.  O fato de Malala pertencer a um clã com raizes afegãs, faz com que boa parte dos paquistaneses desmereçam-na. Não só isso, eles tem receio de demonstrar apoio a uma garota que “nada fez pelo próprio país” e “age pró-Ocidente”. Hoje, ela mora em Birmingham com o pai, a mãe e dois irmãos mais novos. (Imaginem só você deixar pra trás toda sua história e seu passado pra não ter que ser morta!). Mas, apesar de ser proibida de retornar ao país de origem, o sonho de Malala é tornar-se primeira-ministra do Paquistão. Por ora, ela espera continuar estudando e mais do que nunca, lutando pelos direitos de todas as garotas ao redor do mundo.

Essa história é totalmente real, que já virou livro biográfico (escrito pela jornalista Christina Lamb) e livro educativo (escrito por Adriana Carranca, voltado às crianças, e com ilustrações de Bruna Assis Brasil). Já foi duas vezes capa da revista Time, sendo considerada uma das pessoas jovens mais influentes do mundo. Continuo me surpreendendo a cada vez que leio algo sobre ela. Inclusive, sua vida também já virou filme! Esse é o trailer do filme-documentário sobre ela (sim, eu chorei.):

Não o bastante, seu currículo de vida contém discursos memoráveis, prêmio Nobel e entrevistas com ilustres celebridades!

Esse é o discurso que Malala fez na ONU em 2013:

Discurso de Malala ao receber o Prêmio Nobel da Paz em 2014:

Emma Watson entrevista Malala em 2015:

Também em 2015, Malala foi no talk show de Ellen Degeneres (adoreiii!):

E, por fim, uma campanha da Plan International, que está totalmente ligada aos direitos das garotas! (eles atuam no Brasil também e, nesse vídeo, temos uma brasileira representando! uhuuuu):

Malala e seu pai possuem juntos uma ONG chamada Malala Fund.
https://www.malala.org/
https://www.facebook.com/MalalaFund/

E para manter-se sempre atualizada sobre ela:
Site do G1 e site da Folha

Espero que gostem e continue inspirando vocês tanto quanto à mim. :heart:

Categorias: Garota do Dia
4 Comentários
  1. Solange de Maio - 16 de abril de 2016 - 22:17
    Parabéns querida … que delícia de leitura
    muitos beijinhos e SUCESSO :kissing_heart:
  2. Thiago - 19 de abril de 2016 - 12:09
    Parabéns pelo Blog, ótimos textos e assuntos polêmicos abraços!!!
    • Manarela - 19 de abril de 2016 - 19:59
      muito obrigada thi ! vc é a pessoa mais paciente do mundo em me ouvir só falar desse blog hahaha!! é nois blogueiro! :punch: